Uberaba / MG - sábado, 18 de agosto de 2018

Cuidados Alimentares na Gestação

AUMENTO DE PESO NA GRAVIDEZ


 

É importante informar às futuras mães que estão preocupadas com o ganho de peso que as vitaminas, ao contrário do que muitos afirmam, não engordam. Elas não contêm calorias, portanto, não são responsáveis pela geração de energia que engorda. Há um mito popular em relação à gestante: "mulher grávida deve comer por dois" Ao contrário do que prega esse mito, a gestante deve redobrar atenção em relação à qualidade e não à quantidade dos alimentos que está ingerindo. O ganho excessivo de peso aumenta o risco de a gestante apresentar problemas como pré-eclâmpsia (hipertensão arterial, retenção de líquidos e proteína na urina), diabetes, complicações no parto e obesidade materna. Por outro lado, quando há pouco ganho de peso, principalmente em gestante com peso pré-gestacional baixo, aumenta a possibilidade de baixo peso também para o recém-nascido (<2.500 g) e de esgotamento dos depósitos nutricionais maternos, tão importantes durante a amamentação. Quando a mulher engravida com o peso normal e saudável, poderá ter, em média, um ganho de 10 Kg a 16 Kg durante a gestação. Entretanto, as mulheres que iniciam a gestação com baixo peso ou elevado peso em relação à estatura devem, conforme cada caso, ganhar mais ou menos peso, de acordo com orientação médica.


 

CUIDADOS ALIMENTARES


 

  • Não é aconselhável o uso de bebidas alcoólicas durante a gravidez.
  • Refrigerantes à base de cola e bebidas com alto teor de cafeína, como café e chás escuros, devem ser reduzidos e bem controlados.
  • Não consumir carnes cruas. Observar a higiene dos alimentos e evitar locais que deixam dúvidas quanto à origem e limpeza dos produtos.
  • Não ficar mais de 3 horas em jejum nem abster-se de alguma refeição do dia. Programar as tarefas e o trabalho, tendo sempre disponibilidade para comer nesses intervalos.
  • Manter uma alimentação colorida, variada, incluindo fontes de fibras, como salada e vegetais, no almoço e no jantar.
  • Evitar comer excesso de frituras e alimentos ricos em gordura, como biscoitos recheados, bolos ou tortas confeitadas, produtos empanados, industrializados ou de pastelaria. Além de favorecer o ganho de peso, esses alimentos podem prejudicar a digestão, que nessa fase tende a ser um pouco mais lenta.
  • Beber água ao longo do dia e evitar sucos artificiais. Muitos destes produtos contêm excesso de açúcar, corantes e conservantes. Dar prefer6encia aos sucos naturais, que são fontes de vitaminas e minerais tão bem-vindos nessa etapa.   

 

RECOMENDAÇÕES DE PESO TOTAL DURANTE A GESTAÇÃO 
                             

ÍNDICE DE MASSA CORPÓRES (IMC) ANTES DA GESTAÇÃO

GANHO TOTAL DE PESO KG

CONSIDERAÇÕES

IMC < 20

12,5 – 18,0 KG

A presença de baixo peso pré-gestacional pode ser respon vel por menor crescimento e baixo peso do feto e parto prematuro. O ganho de peso gestacional ap ropriado deve ser de 2,3 Kg nos primeiros três meses de gestação e de 0,5 Kg por semana do 4º ao 9º mês

IMC 20 – 27

11,5 – 16,0 KG

O ganho de peso apropriado deve ser de 1,6 Kg nos primeiros três meses de gestação e de 1,4 Kg do 4º ao 9º mês.

IMC > 27

7,0 11,5 KG

O IMC pré-gestacional alto está relacionado a diabetes gestacional e feto com excesso de peso. O ganho de peso apropriado deve ser de 0,9 Kg nos primeiros três meses de gestação e de 0,3 Kg do 4º ao 9º mês.

Essas regras não se aplicam a gestações múltiplas.